O secretário-geral da ONU, Ban ki-moon, afirmou-se na terça-feira preocupado com o «impacto devastador» das inundações nos Balcãs e ofereceu mais ajuda de emergência aos países afetados.

A ONU, disse em comunicado, está pronta para «mobilizar mais apoio humanitário se for necessário» para aliviar a situação das populações da região.

Ban Ki-moon lembrou que as inundações são as piores dos últimos 100 anos e que já provocaram mais de 50 mortos, obrigando mais de 70.000 pessoas da Bósnia-Herzegovina, Sérvia e Croácia a deixarem as suas casas.