Pelo menos 15 mil pessoas foram retiradas das províncias cubanas de Villa Clara, Sancti Spiritus e Cienfuegos, no centro de Cuba, devido às inundações causadas por fortes tempestades, indicaram as autoridades.

A circulação em duas das principais estradas da região continua interrompida e os serviços de transportes públicos foram suspensos, acrescentaram.

A direção da União de Ferrovias de Cuba anunciou, entretanto, que as chuvas causaram danos nos caminhos de ferro e só restabelecerá o serviço quando conseguir garantir a circulação segura e ininterrupta.

As condições meteorológicas adversas persistem assim na região após a passagem da tempestade Alberto, no fim de semana.

A Estrada Nacional, principal via de Cuba, está totalmente bloqueada perto de Villa Clara devido à enchente do rio Sagua la Grande. Segundo a Agência Cubana de Notícias (ACN), as águas cobrem totalmente a estrada.

O chefe da Defesa Civil cubana, Ramón Pardo Guerra, pediu que as medidas de segurança e proteção "sejam extremas" para as próximas chuvas em Sancti Spiritus.

Em cidades desta mesma área, como a turística Trinidad, Cabaiguán, Fomento e Yaguajay, quase 6.0000 pessoas continuam fora de casa devido às inundações e enchentes dos rios.

Na agricultura, os primeiros estragos foram relatados em cultivos locais de banana, batata-doce, feijão e tabaco.