As autoridades mexicanas elevaram, esta segunda-feira à noite, para 123 o número de mortos na sequência da passagem dos ciclones tropicais «Ingrid» e «Manuel» pelo país.

De acordo com dados divulgados pelo ministro do Interior do México, Miguel Ángel Osorio Chong, além das 123 vítimas mortais, a intempérie provocou 33 feridos, havendo ainda 63 pessoas dadas como desaparecidas.

Numa conferência de imprensa encabeçada pelo Presidente mexicano, Enrique Peña Nieto, que decorreu na noite de segunda-feira, na cidade turística de Acapulco, no sul do México, uma das mais afetadas, Miguel Ángel Osorio Chong informou do registo de 59 mil desalojados em todo o país, dos quais 39 mil se encontram em centros de abrigo.