após o massacre na sua redação







Augusto Santos Silva, desejou outro capa para o jornal satírico

altas figuras do Estado terem prestado homenagem aos polícias mortos