O primeiro-ministro belga foi, esta terça-feira, «atacado» por quatro ativistas que lhe atiraram batatas fritas e maionese enquanto falava num evento na cidade de Namur.

Charles Michel ficou coberto com maionese e foi retirado da sala por elementos de segurança.

Segundo a «Sky News», as mulheres usavam uma máscara para tapar a cara e gritavam: «Fora Michel, fora austeridade», antes de atirarem a comida ao primeiro-ministro.

Charles Michel acatou o incidente com algum humor, e quando regressou à sala pediu desculpas à audiência por «cheirar a maionese».

Desde que o Governo de Michel tomou posse têm sido sucessivas as greves e manifestações contra as medidas de austeridade planeadas pelo Executivo, onde se inclui a subida da idade da reforma para os 67 anos.

O primeiro-ministro belga já afirmou que não vai apresentar queixa contra as quatro ativistas.