Um soldado ucraniano morreu e dois outros ficaram feridos nas últimas 24 horas no leste separatista pró-russo da Ucrânia, anunciou esta quarta-feira o serviço de imprensa das forças ucranianas.

“Na terça-feira, na zona da operação antiterrorista [nome dado por Kiev ao conflito no leste da Ucrânia], em Donbass, um soldado foi morto e outros dois ficaram feridos na sequência de uma violação da trégua e do regime de cessar-fogo pelos rebeldes”, refere um comunicado.

Trata-se do primeiro soldado ucraniano morto em confrontos diretos com os separatistas pró-russos desde meados de setembro.

Segundo a Reuters, que cita o ministro da Defesa, Stepan Poltorak, o soldado terá morrido na sequência de um ataque dos separatistas com lança-granadas. 

"Estamos a tentar descobrir o que aconteceu. Do outro lado há pessoas que não são controladas pelas repúblicas autoproclamadas, por isso as nossas fontes e o representante russo estão a apurar os factos. Só depois disso será tomada uma decisão".

O conflito no leste da Ucrânia, entre as forças governamentais e os separatistas pró-russos, já causou a morte a mais de 8.000 pessoas desde abril de 2014.