A cerveja pode ser uma eficaz bebida re-hidratante após a prática de exercício físico, revela um estudo científico realizado pela universidade de Barcelona, citado pela agência Lusa.

«A alta presença de elementos antioxidantes» ajuda a reduzir os efeitos produzidos pelo exercício físico, como a fadiga ou a falta de ar, defende o professor de Fisiologia do Exercício, Joan Ramón Barbany na apresentação do estudo «A Idoneidade da Cerveja na Dieta Equilibrada dos Desportistas».

«A cerveja tem uma alta presença de elementos oxidantes, derivados da sua origem vegetal, que combatem a presença de radicais livres» que ajudam a reduzir os efeitos do exercício físico, «como as dores musculares ou a fadiga». Contém componentes vitamínicos, minerais e hidratos de carbono, pelo que a sua ingestão em «doses moderadas» por adultos pode desempenhar um papel na «recuperação do metabolismo normal e imunológico dos desportistas depois do exercício físico», adianta.

Um estudo da universidade de Granada, revela que «apesar do álcool, a cerveja é uma magnífica bebida compatível com o rendimento desportivo de qualquer disciplina» e não tem «nenhum aspecto desaconselhável», acrescenta Juan Antonio Corbalán, antigo internacional de basquetebol e agora fisiologista do desporto.