Um encontro com milhares de jovens em um centro comercial da zona leste de São Paulo, no sábado, terminou em confrontos e a política usou gás e balas de borracha para dispersar o tumulto em frente ao local.

Os chamados «rolezinhos» são agendados por jovens da periferia de São Paulo através de redes sociais e ganharam visibilidade no início do mês de dezembro, quando seis mil jovens se juntaram no shopping Itaquera, onde voltaram a reunir-se no fim da tarde de sábado. Segundo o estabelecimento, três mil pessoas compareceram ao evento, mas a polícia indica «mais de 500» participantes.

Jovens entre 11 e 20 anos chegaram pouco a pouco ao centro comercial, a partir das 16:00 horas locais, em grupos de três até dez pessoas, todos com roupas mais ou menos parecidas, como estava acordado online.