Cerca de 203 toneladas de água altamente radioativa da acidentada central nuclear de Fukushima, no Japão, foram transferidas por erro para instalações que não estavam preparadas para a receber, segundo um comunicado da central.

As 203 toneladas de água contaminada foram extraídas por quatro bombas «que não deviam estar a funcionar» e enviadas para o porão central em vez de para os tanques especialmente preparados para este fim, disse o porta-voz da Tokyo Electric Power (TEPCO).

A empresa descartou, no entanto, o risco de contaminação da água que é transferida para fora das instalações da central de Fukushima Daiichi que também atinge o Oceano Pacífico, disse o porta-voz.