O número de pessoas com 100 ou mais anos chegou este ano aos 60.000 no Japão, numa altura em que o país enfrenta elevadas despesas para poder cuidar da vasta fatia de reformados.

Segundo o ministério da segurança social japonês, espera-se que a população de centenários chegue aos 61.568 na próxima semana, com 87% de mulheres.

A 15 de setembro, quando o país assinala o “Dia do Idoso”, o governo vai enviar cartas e presentes comemorativos às 30.379 que fazem este ano 100 anos.

Em média, os homens japoneses vivem 80 anos, enquanto as mulheres têm a mais longa esperança de vida do mundo, 86,83 anos.

O homem mais velho do mundo, Yasutaro Koide, é também japonês, e celebrou 112 anos em março.