Os catalães vão ser chamados às urnas em 27 de setembro para eleições regionais antecipadas, as terceiras em menos de cinco anos, anunciou hoje o presidente do governo regional da Catalunha, Artur Mas.

As eleições antecipadas agora marcadas seguem-se aos escrutínios de 2010 e de 2012, em que Mas foi vencedor.

O intenso debate soberanista que atravessa a Catalunha nos últimos anos e a falta de maiorias sólidas apenas permitiu a Mas, líder da Convergência e União (CiU, nacionalista) governar por períodos de dois anos, sem conseguir aprovar um pacto fiscal com o governo central em Madrid nem um referendo “legal” sobre a independência catalã, como pretendia.