Pelo menos dez pessoas ficaram este sábado feridas, incluindo duas em estado grave, na sequência do sismo que abalou o sudoeste da China, informaram as autoridades chinesas.

Algumas casas ruíram e os escombros cortaram algumas estradas na região da localidade de Yongshan, na província de Yunnan, disseram as autoridades locais através da internet e de uma conta de microblogue oficiais.

De acordo com o Instituto Geofísico dos Estados Unidos (USGS), o sismo teve magnitude 5,4 e foi registado na província de Yunnan, perto da fronteira com Sichuan, à profundidade de 26 quilómetros.