Uma juíza condenou um homem a prisão perpétua e casou-o minutos depois, com a sala do Tribunal Superior de San Diego, nos Estados Unidos, a passar da celebração da família da vítima à festa de casamento do assassino.

De acordo com o San Diego Union Tribune, Patricia Cookson presidiu à cerimónia de casamento entre Danne Desbrow e Destiny em setembro passado, minutos depois de ter sentenciado o arguido a prisão perpétua pela morte de Kevin Santos em 2003.

Após a leitura da sentença, enquanto os familiares da vítima abandonavam a sala, a família e amigos do condenado e da sua noiva permaneceram.

Danne Desbrow, a quem tiraram as algemas, pôde mesmo dar a mão à noiva durante a cerimónia, que terminou com o tradicional beijo e ainda... bolo.

E, segundo o jornal, não só foi a juíza quem cortou o bolo, como a própria tê-lo-á feito.

A família da vítima sente-se insultada com o que leu e exige explicações e um pedido de desculpas.

O assassinato de Kevin Santos esteve anos por desvendar até ao aparecimento de uma testemunha. O condenado insiste que matou em legítima defesa e vai apelar da decisão.