Estiveram casados 62 anos. Uma vida. E morreram no mesmo dia. Don e Maxine Simpson, casaram em 1952 e morreram ambos em julho. Ele com 90, ela com 87 anos.

Don, engenheiro, que esteve durante algum tempo a viver na Alemanha enquanto servia o Exército, acabou por adotar dois irmãos gémeos alemães e regressou com os filhos para Bakersfield, na California, Estados Unidos, onde ele e Maxine se conheceram e viveram. Duas vidas que pareciam uma. A neta Melissa Sloan contou à CBS que o avô era capaz de ir até ao fim do mundo pela avó. Foi até à eternidade. Maxine, que lutava contra um cancro, foi a primeira a morrer. Don faleceu poucas horas depois, vítima de uma queda que lhe partiu a anca e que o levou a um grande declínio do estado de saúde em pouco mais de duas semanas.

Ambos hospitalizados, a família optou por levá-los para casa e colocá-los no mesmo quarto, ainda que em camas separadas. Mas partiram unidos para a eternidade.