Uma história de um jovem que se assume homossexual aos pais e é discriminado não terá nada de novo, já uma história onde um avô deserda a própria filha numa carta, para defender o neto que se assumiu, já será diferente.

Nos EUA, «Chad» contou à sua mãe que é homossexual, notícia que não terá sido bem recebida pela progenitora, «Christine», que terá expulsado o filho de casa por este ir «contra a natureza».

Por sua vez, o avô do jovem, que não gostou da atitude, resolveu escrever uma carta à filha, onde também ele a «deserdava», agora publicada na página de Facebook ativista dos direitos dos gays FCKH8.

«Expusar o Chad de casa simplesmente porque ele te contou que era gay é a verdadeira "abominação" aqui. Um pai renunciar o seu filho é o que vai "contra a natureza"», lia-se na carta.

«Assim, já que estamos no ramo de (renunciar) os filhos, acho que vou aproveitar este momento para te dizer adeus. Eu agora tenho um «fabuloso» (como os gays dizem) neto para criar, e não tenho tempo para uma filha sem coração.»

A carta já foi partilhada milhares de vezes na rede social.