Um carro explodiu perto de um estádio na cidade nigeriana de Gombe, esta segunda-feira, minutos depois da passgem do presidente Goodluck Jonatham e deste ter feito um discurso naquele local,
 
Segundo a Reuters, o carro explodiu apenas a 200 metros do estádio, matando pelo menos uma pessoa e ferindo outras sete.
 
O repórter da AFP revela que «o presidente tinha acabado de passar por aquele parque de estacionamento e os jornalistas vinham no final da comitiva». Não foram «mais de três minutos». O presidente podia ter sido a vítima.
 
O ataque não foi ainda reivindicado, mas o grupo rebelde Boko Haram aparece como o autor mais evidente dados os ataques constantes perpetrados por este grupo.
 
As eleições presidenciais na Nigéria realizam-se a 14 de fevereiro. Goodluck Jonathan procura a reeleição, embora tenha sido bastante criticado pela falta de medidas contra o Boko Haram, nomeadamente, aquando do rapto das mais de 200 alunas de uma escola ou do ataque a um centro comercial. O terror espalhado pelo grupo terrorista islâmico tem feito centenas de vítimas e até já invadiu o vizinho Chade.