Carla Bruni suspeita de desvio de fundos públicos

Fundação da primeira-dama francesa terá recebido dinheiro de forma ilegal

Por: Redação / CP    |   8 de Janeiro de 2012 às 09:42
A mulher do presidente francês Carla Bruni Sarkozy está envolvida num escândalo de alegado desvio de fundos públicos.

De acordo com a imprensa francesa, a fundação da primeira-dama dedicada à luta contra o analfabetismo terá recebido de forma ilegal 3,5 milhões de euros do Fundo Nundial de Luta contra a Sida, um organismo do qual Bruni é embaixadora.

Os jornais dizem ainda que Carla Bruni terá feito transferências ilegais para várias empresas pertencentes a um amigo, o músico e empresário Julien Civange, que foi testemunha no casamento da antiga modelo com o chefe de estado Nicolas Sarkozy.

Perante tudo isto, Carla Bruni rejeita as acusações e garante que a fundação que preside nunca recebeu dinheiros públicos.
PUB
FOTOGALERIA:
Carla Bruni: primeira aparição pública desde o nascimento de Giulia

Sarkozy e Carla Bruni (Reuters) EM CIMA: Sarkozy e Carla Bruni (Reuters)
COMENTÁRIOS

PUB
Eurogrupo: "Não há fundamentos para continuar a negociar"

Reunião por telefone do Eurogrupo terminou com uma decisão unânime, segundo revelou no twitter o ministro das Finanças da Eslováquia: a Europa vai esperar pelo referendo de domingo para voltar a negociar com Atenas. Numa declaração em vídeo, Jeroen Dijsselbloem, diz mesmo que não vão existir mais conversas a qualquer nível e que a Europa vai "simplesmente esperar" pelo resultado. Decisão foi formalmente comunicada à Grécia numa carta enviada a Alexis Tsipras