A Venezuela e a Angola assinaram na quinta-feira, em Caracas, dois memorandos de entendimento para desenvolver a extração de diamantes em território venezuelano.

O primeiro acordo foi assinado pelo presidente do Banco Central da Venezuela, Ricardo Sanguino, e o representante da Empresa Nacional de Diamantes de Angola (Endiama), António Carlos Sumbula.

Este acordo contempla a cooperação para a formação de mineiros profissionais venezuelanos na produção de diamantes, a nível artesanal, semi-industrial e industrial, de acordo com informação oficial.

O documento abrange a optimização de processos de comercialização de diamantes em bruto, lapidação, organização, tramitação e dinamização de procedimentos com base no Sistema de Certificação do Processo Kimberley.

Ambas as partes estão a trabalhar num acordo do género desde 2015.