Especialistas afirmam que as duas crianças de 4 e 6 anos que foram estranguladas por uma pitão, no Canadá, podem ter sido confundidas com presas.

Os dois irmãos tinham visitado, no mesmo dia, uma quinta e o cheiro dos animais terá atraído a cobra.

O dono da loja de répteis pode ser acusado de homicídio por negligência, uma vez que as investigações apontam para que a pitão estivesse num aquário no interior do apartamento e não na loja, como tinha sido avançado inicialmente.

Fotografias mostram que os pequenos Noah e Connor estavam habituados a conviver de perto com a cobra.

Nas imagens divulgadas é possível ver ainda, por exemplo, as duas crianças a lavar o aquário da pitão e a brincar com a areia.

O animal de 4 metros e 45 quilos já foi abatido e vai ser autopsiado para que as autoridades possam reconstituir os acontecimentos.