Uma rapariga da Arábia Saudita causou polémica depois de ter publicado no Snapchat um vídeo de si mesma vestida com uma minissaia e com uma camisola curta.

Segundo o The Independent, o vídeo mostrava a rapariga a passear num local histórico da cidade de Ushaiager.

A atitude da jovem motivou reações contrárias: várias pessoas julgaram-na, pedindo a sua prisão, e outras tentaram defendê-la, ao afirmar que a liberdade de vestuário não deveria ser crime.

De acordo com a mesma fonte, vários media ligados ao governo saudita anunciaram esta segunda-feira que estão a ser discutidas possíveis ações contra a mulher. Ao vestir uma minissaia e uma camisola curta, a rapariga foi contra as regras de indumentária do país.  

Na Arábia Saudita, as mulheres são obrigadas a usar roupas compridas em público. Muitas mulheres tapam também a cabeça com um véu preto. Este é considerado um dos países mais conservadores para as mulheres.