Venezuelanos viram-se obrigados a arranjar alternativas para se deslocarem na cidade de Valência, uma vez que o número de transportes públicos tem vindo a diminuir na sequência da crise no país. 

Nesta cidade, os habitantes tiveram que usar, por exemplo, camiões como substituto do autocarro para as deslocações diárias. O motivo para a diminuição dos transportes públicos prende-se com a subida dos preços dos pneus, do óleo do motor, das baterias e das peças de reposição. 

As ruas da cidade encheram-se de todo o tipo de alternativas. No entanto, a maioria delas não são as mais seguras ou adequadas para os habitantes. 

Veja as alternativas encontradas na fotogaleria.