O presidente do Conselho de Ética da Câmara dos Deputados do Brasil, José Carlos Araújo, cancelou na terça-feira à noite a votação do relatório que defende a retirada do mandato ao presidente desta câmara baixa parlamentar, Eduardo Cunha.

Araújo havia marcado a sessão para quarta-feira, mas afirmou que decidiu mudar a sua decisão para que os parlamentares que integram a Comissão possam votar um outro projeto que será apreciado no plenário hoje.

O deputado também alegou que deseja dar mais tempo para o relator do processo contra Cunha, Marcos Rogério, analisar uma proposta alternativa apresentada por João Carlos Bacelar.

Segundo a proposta de Bacelar, ao invés de tirar o mandato a Eduardo Cunha, os deputados deveriam apenas afastá-lo do cargo por três meses.

Esta terça-feira, o procurador-geral da República do Brasil pediu a prisão do presidente do Senado Renan Calheiros, do ex-presidente da República José Sarney, do senador Romero Jucá e do ex-presidente suspenso da Câmara dos Deputados Eduardo Cunha. Rodrigo Janot pede a prisão dos quatro políticos por suspeita de obstrução às investigações da Operação Lava Jato, que investiga o maior esquema de corrupção no país, envolvendo dezenas de políticos e várias empresas, entre as quais a Petrobras.