Os visitantes do campo de concentração nazi na Polónia mostraram-se chocados por o gerente do Auschwitz Memorial ter decidido instalar chuveiros no exterior do campo. 

Aquilo que a instituição pensou que ia ajudar os visitantes a refrescarem-se durante os dias mais quentes na Polónia - no fim de semana as temperaturas atingiram os 38º - acabou por gerar controvérsia entre os visitantes judeus, que consideraram que os mesmos fazem lembrar os “chuveiros” por onde os judeus tinham de passar antes de entrarem nas câmaras de gás durante a Segunda Guerra Mundial.

 
 

“Nunca foi essa a intenção do museu”, afirmou o gerente a um jornal israelita.


Em comunicado divulgado no Facebook oficial, o instituto afirma que quis apenas ajudar os visitantes a refrescarem-se.

“Por causa do calor extremo que atinge a Polónia em agosto, foram colocados chuveiros para refrescar o ar na entrada do Museu”, pode ler-se.

 

Since there are articles about the mist sprinklers at the Auschwitz Memorial entrance published, and you also send us...

Posted by Auschwitz Memorial / Muzeum Auschwitz on  Segunda-feira, 31 de agosto de 2015

No entanto, os visitantes têm mostrado o seu desagrado através de entrevistas e das redes sociais, não poupando críticas à instituição. 

“Como judeu que perdeu tantos familiares no Holocausto, parecem os chuveiros por onde os judeus tinham de passar antes de entrarem nas câmaras de gás”, afirmou um visitante ao jornal Jerusalem Post, dando voz aos visitantes que dizem que o museu deveria ter sido mais sensível a esta questão.​