O juiz federal Thelton E. Henderson autorizou esta terça-feira as autoridades californianas a alimentar à força os prisioneiros que há seis semanas iniciaram uma greve de fome em protesto por melhores condições na prisão e que estão em perigo de vida.

A decisão do magistrado vem contrariar a greve de fome iniciada a 08 de julho por 30.000 prisioneiros contra o sistema de confinamento solitário e ainda mantida atualmente por 129 presos, apesar de metade destes se ter juntado posteriormente ao protesto, noticia a agência Efe.

O protesto arrancou em solidariedade com os presos da prisão estatal Pelican Bay, no norte da Califórnia, que, em alguns casos, passaram décadas encerrados em celas de máxima segurança, sem janelas e com breves períodos para fazer exercício num pátio com altos muros, sem nunca verem a luz do dia.