A Universidade da Califórnia (UCLA), em Los Angeles, Estados Unidos, esteve sob cerco policial depois de se terem ouvido disparos no interior do campus. As autoridades, que inicialmente temiam um tiroteio, confirmaram hora e meia mais tarde a morte de duas pessoas, num caso de homicídio seguido de suicídio.

O primeiro disparo foi ouvido por volta das 10:00 locais (18:00 em Portugal continental) dentro de um pequeno escritório no complexo de engenharia da UCLA. O cordão policial foi montado cerca de meia hora depois.

Nesse momento, a polícia de Los Angeles confirmou a morte de duas pessoas e, mais tarde, avançou que uma das vítimas poderia ser o próprio atirador. Só depois foi confirmado que se tratavam de dois homens.

Durante as operações, os alunos e funcionários que se encontravam nos edifícios tiveram de sair de mãos no ar e foram revistados pelos agentes policiais.

A polícia revistou todas as pessoas que saíam dos edifícios

Alguns órgãos de comunicação sobrevoaram o local de helicóptero e, de acordo com o Daily Bruin, o atirador vestia calças e casaco preto.

No entanto, a identidade do atirador e os motivos dos disparos ainda não foram divulgados pelas autoridades.

No local, as operações da polícia foram auxiliadas por agentes do FBI e do Departamento de Álcool, Tabaco, Armas de Fogo e Explosivos, indicou o Los Angeles Times.

Um estudante disse que estava na biblioteca quando todos começaram a correr sem rumo.

Toda a gente começou a correr e eu também. Estava tudo muito confuso… encaminharam-nos para um edifício e ninguém sabia o que se estava a passar”, contou Mehwish Khan ao telefone com o LA Times, acrescentado que “muita gente pensou ser uma brincadeira ou um simulacro”.

O vice-presidente da associação de estudantes da UCLA, Rafi Sands, disse que muitas pessoas usaram os seus cintos e material da universidade para reforçar a segurança das portas das salas de aula.

Por volta das 12:15 locais (20:15 em Portugal continental) o perímetro de segurança da polícia de Los Angeles foi levantado e o complexo de engenharia da UCLA foi declarado seguro.

“O mais importante para aqueles que tiveram de fugir é que o complexo da UCLA está novamente seguro”, anunciou o chefe da polícia de Los Angeles, Charlie Beck.

Para além dos dois corpos com ferimentos de bala, a polícia encontrou também uma arma no local do crime. Terão sido disparados três tiros.