As autoridades no centro do México estão a investigar se funcionários dos serviços forenses transferiram ilegalmente, de morgues para duas valas comuns, mais de 100 cadáveres de vítimas de crimes. 

De acordo com a AFP, o gabinete do procurador do Estado de Morelos lançou uma investigação após a divulgação de um vídeo que mostra agentes forenses vestidos com fatos protetores brancos a exumarem cadáveres na localidade de Tetelcingo.

O vídeo foi gravado em dezembro de 2014 por um familiar de uma vítima de homicídio, que tinha requerido a exumação do cadáver. O corpo estava entre os cadáveres enterrados nas duas valas comuns em 2013.