Os Estados Unidos condenaram na sexta-feira os ataques contra a minoria xiita em mesquitas de Cabul e Ghor, no Afeganistão, que causaram 70 mortos e dezenas de feridos.

“Face a estes atos cobardes e sem sentido, o nosso compromisso com o Afeganistão é inquebrável”, indicou em comunicado o Departamento de Estado.

Os Estados Unidos apoiam o Governo e o povo do Afeganistão e vão continuar a apoiar os seus esforços para conseguir a paz e a segurança para o seu país”, acrescentou.

Grupo extremista Estado Islâmico reivindica atentado contra mesquita em Cabul

O grupo extremista Estado Islâmico reivindicou o ataque suicida que na sexta-feira atingiu uma mesquita xiita em Cabul, no Afeganistão, matando 39 pessoas, de acordo com um comunicado divulgado hoje.

Cerca de 70 pessoas morreram na sexta-feira em dois atentados contra mesquitas no Afeganistão, uma em Cabul e outra na província de Ghor.

“O ‘kamikaze’ Abou Omar o Turcomeno (…) conseguiu rebentar-se com o seu colete de explosivos” numa mesquita xiita em Cabul, indica um comunicado do Estado Islâmico.