A Frente de Libertação do Estado de Cabinda (FLEC) anunciou hoje a morte, na República do Congo, de um dos seus comandantes, afirmando que foi capturado "numa operação conjunta das forças de segurança congolesas e angolanas".

Num comunicado, datado de Paris e assinado pelo porta-voz da FLEC, Jean Claude Nzita, enviado hoje à agência Lusa em Luanda, a direção político-militar daquela organização refere que o corpo do comandante militar João Massanga foi descoberto na terça-feira nos arredores da cidade congolesa de Ponta Negra.

Segundo a FLEC, Massanga deslocou-se em visita privada a Ponta Negra, onde terá chegado a 10 de maio, e a morte "não foi em combate, mas atraído para uma cilada, para ser executado".