Uma criança de quatro anos acabou por falecer depois de um ataque, ainda por explicar, do cão da família, esta terça-feira em Mountsorrel, Leicestershire, Reino Unido.

Segundo o «The Guardian», Lexi Branson ainda foi levada para o hospital, mas acabou por não resistir aos ferimentos causados pelo animal.

O cão atacou aparentemente sem provocação e a mãe Jodie Hudson ainda tentou evitar a desgraça ao atacar o animal com uma faca, disseram fontes não identificadas citadas pelo jornal. Os agentes confirmaram que o cão morreu após o ataque. Os media ingleses adiantam que o esfaqueamento da mãe terá ocorrido na tentativa de salvar a filha.

O «bulldog», trazido de um canil para casa há cerca de dois meses, foi descrito como pacífico e seguro com crianças à volta.

«A Lexi era uma criança animada e inteligente. Ela lutou pela vida dela desde que nasceu, já que nasceu três meses prematura. Foi tirada de nós tragicamente», disse a mãe da vítima.

«A falta dela será sentida tristemente, ela será a nossa estrela no céu e nunca será esquecida», continuou.

Glennis Goddard, uma vizinha disse que o cão nunca tinha causado problemas antes deste evento. «Alguma coisa deve ter explodido», contou ao «The Guardian».

O parceiro de Goddhard, Oliver Temperell, revelou que a criança «tinha uma pequena scooter rosa e costumava andar à volta dos apartamentos. Costumava vir bater na nossa janela, rra muito contente, tudo era divertido, como é quando se tem quatro anos».

A polícia disse que o caso não se trata de uma investigação criminal, uma vez que a raça em questão não consta da lista de cães perigosos. No entanto o apartamento continua a ser analisado para se perceber exatamente o que levou à morte de Lexi.