O grupo feminista Femen voltou a dar o corpo ao manifesto esta terça-feira em frente ao Conselho Europeu, em Bruxelas, na Bélgica.

As feministas aproveitaram a visita do presidente russo às instâncias europeias para contestar a sua política.

Com frases pintadas sobre os peitos nus, as mulheres colocaram-se em frente dos portões e abriram os casacos.

A polícia belga entrou em ação de imediato detendo as mulheres, mas as objetivas dos fotógrafos chegaram primeiro e registaram o momento.

Lá dentro, Vladimir Putin reunia-se com os altos representantes da União Europeia, para discutir questões relacionadas com a energia.