Um bebé de um ano morreu no domingo à noite, atingido com um tiro na cabeça, numa rua de Brooklyn, Nova Iorque.

Antiq Hennis estava a passear, no carrinho, levado pelo pai, quando foi atingido mortalmente. Testemunhas no local ouviram quatro tiros e viram um homem a fugir.

Segundo a Associated Press, as primeiras investigações apontam para que o pai fosse o alvo do atirador, num assunto relacionado com gangues.

O pai, Anthony Hennis, de 21 anos, tinha acabado de ir buscar o menino a casa da mãe, Cherise Miller.

O mayor de Nova Iorque, Michael Bloomberg, aproveitou a tragédia para abordar a lei anti-armas. «Temos de travar esta carnificina», apelou.