Uma trabalhadora de farmácia do NHS [serviço nacional de saúde] britânico morreu por envenenamento com excesso de álcool durante as férias nas ilhas espanholas Canárias.

Segundo, vários tabloides britânicos, Paula Bishop, de 37 anos, terá bebido muito vinho e cerveja nos bares de Fuerteventura.

Paula foi encontrada morta no quarto do hotel na madrugada dessa noite, e teme-se tenha avaliado mal a quantidade de álcool que ingeriu já que os exames de sangue terão revelado que a mulher consumiu oito vezes o limite de bebidas alcoólicas permitido, pela lei espanhola, a quem conduz.

O incidente ocorreu em outubro passado, quando o casal estava de férias em Espanha, tendo visitado vários "estabelecimentos para tomar um drinque", já que estavam "a familiarizar-se com o local", referem os media.

No depoimento, o marido, Stuart, explicou que “durante a tarde e início da noite ela esteve bem. Até tinha dormido uma sesta, durante a tarde, comido algo à hora do chá e enviado fotos para a família.”

“Era o inicio perfeito do que antecipámos como as férias perfeitas. Ela bebeu algumas cervejas pequenas, dois copos pequenos de vinho e três ou quatro irish coffees”, afirmou o homem, que não se recorda de Paula estar assim tão bêbeda quando regressaram ao hotel.

Fomos para a cama entre as 10 e as 11 da noite e adormecemos. Eu estava cansado e não tinha dormido todo o dia. A minha última imagem da Paula foi a caminho do quarto, nada fora do normal”, acrescentou ainda.