O ex-presidente da câmara de Londres e líder não oficial do campo do Brexit, o conservador Boris Johnson, disse este domingo que o sistema migratório do Reino Unido está “fora de controlo”.

A quatro dias do referendo sobre a continuação ou não do país na União Europeia, Johnson considerou que um Reino Unido fora do bloco recuperará o controlo das suas fronteiras.

O político conservador falava num encontro em Londres, no recomeço da campanha para o referendo que esteve suspensa durante três dias devido ao assassínio da deputada trabalhista pró-europeia Jo Cox, de 41 anos, na quinta-feira.

Num artigo publicado Sunday Telegraph, David Cameron valeu-se da memória de Cox para sublinhar que o país está perante uma encruzilhada existencial.

Será uma diminuição de forma definitiva e permanente do nosso lugar no mundo, uma humilhação abjeta e autoimposta para um país tão orgulhoso e importante como o nosso”.

O primeiro-ministro britânico sublinhou ainda que a saída da UE será um “desastre económico e uma via para isolamento internacional”.