A Associação Médica Brasileira (AMB) ameaçou hoje avançar com um pedido de inconstitucionalidade contra o novo programa de saúde do governo brasileiro que envolve, entre outras medidas, a contratação de médicos estrangeiros.

«Não somos contra a vinda de médicos estrangeiros para o Brasil. Somos contra a vinda de estrangeiros sem passar pelo exame de revalidação", explicou à Lusa o presidente da AMB, Florentino Cardoso.

Atualmente, qualquer estrangeiro pode trabalhar no Brasil, desde que seja aprovado no exame de revalidação de diplomas conhecido como Revalida, aplicado pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), entidade subordinada ao Ministério da Educação brasiliero.