O voto no Brasil é um processo eletrónico, o que permite que os resultados sejam conhecidos quase no momento em que fecham as urnas. Veja aqui como se processa o sistema de votação.


Mas o avanço tecnológico no Brasil, no que respeita a esta matéria, não se fica por aqui: em quase 1300 localidades de 380 municípios, os votos serão transmitidos via satélite.

Assim, quanto mais longe dos grandes centros urbanos fica a localidade, mais rápida será a apuração dos votos. A medida implementada pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) em 2008, nas eleições municipais, visa sobretudo regiões onde os percursos demoram mais de três horas e os sistemas de comunicação são deficitários e inseguros. Beneficia aldeias, reservas indígenas, seringais, ou zonas rurais e vilarejos isolados.

De acordo com o TSE, o Amazonas é, entre os 16 estados que contarão com a tecnologia no próximo domingo, o que abriga o maior número de localidades atendidas: 380. Pará, tem 337, Mato Grosso 90, Piauí 86 e Maranhão 80.

O portal eletrónico G1 toma como exemplo o Seringal Metaripuá, em Lábrea, no estado do Amazonas, para explicar a importância da tecnologia. Sem ela, os votos teriam de viajar seis dias de barco pelo Rio Purus até chegarem ao local da contabilização.

Com a transmissão via satélite, os votos são enviados diretamente ao Tribunal Regional Eleitoral, entram numa rede restrita sem conexão à Internet e são somados. A Justiça Eleitoral limita-se a divulgar os números, depois de uma simples
check list.

Segurança reforçada para domingo

Em pelo menos 170 municípios de cinco estados, as forças de segurança federais vão reforçar a atuação das forças municipais. Os pedidos foram feitos pelos tribunais regionais eleitorais e aprovados pelo Tribunal Superior Eleitoral, com o intuito de garantir a «ordem e segurança» durante o processo eleitoral.

O Piauí é o estado com o maior número de cidades com segurança reforçada (65). Seguido do Pará, com 56, e do Rio Grande do Norte, com 36. Dez cidades do Maranhão e três do Tocantins também serão reforçadas com forças federais.