A chuva forte que assola o Brasil e que já provocou 15 mortos, deu origem a 177 quilómetros de filas de trânsito em São Paulo, o recorde do ano.

Manhã difícil para quem quis chegar àquela cidade brasileira. O congestionamento de tráfego desta sexta-feira quebrou o recorde anterior, que se situava nos 126 quilómetros.

Ainda assim, este número fica longe do recorde de filas de trânsito no regresso a casa depois do trabalho. A 17 de fevereiro, pelas 18:30, registaram-se 236 quilómetros de fila, de acordo com o G1.  

As consequências do mau tempo

Para o para-arranca de hoje , contribuiu, em parte, o encerramento da avenida marginal devido ao excesso de água.

Outros transportes também foram afetados pelo mau tempo. Os comboios pararam e houve passageiros que dormiram nas carruagens. Outros ficaram isolados dentro das estações.

O aeroporto de Guarulhos esteve fechado durante várias horas. A água invadiu uma das subestações elétricas do aeroporto e obrigou a que as luzes da pista fossem desligadas.