Os Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro arrancaram esta sexta-feira com várias manifestações e um forte aparato policial.

Antes da cerimónia de abertura, protestos verificados próximo do local do evento provocaram pelo menos um detido e um ferido, segundo um agente da Polícia Militar, citado pelo portal G1.

Ainda de acordo com a mesma fonte foram diversos os incidentes causados pelas manifestações, o que obrigou à intervenção da Tropa de Choque.

Apesar de a polícia não divulgar números da participação nos protestos, as imagens que nos chegam do Brasil mostram milhares de pessoas nas ruas da "cidade maravilhosa". 

Com cartazes de protesto, os brasileiros aproveitaram o momento em que o Brasil é o centro do mundo para denunciar a situação política no país e exigir a saída do governo de Michel Temer, que se tornou Presidente do Brasil após a destituição de Dilma Rousseff.

Os Jogos Olímpicos Rio 2016, os primeiros da América do Sul, realizam-se num país que enfrenta uma longa recessão e em que 11,3% da população está desempregada.

O estádio do Maracanã recebe esta noite 80 mil pessoas, entre as quais mais de 11 mil atletas e 40 autoridades de países estrangeiros, entre chefes de Estado, vice-chefes de Estado e outros responsáveis.

Junto ao recinto, a equipa de reportagem da TVI testemunhou o forte aparato policial