Reclusos de uma prisão do estado de Sergipe, no nordeste do Brasil, fizeram 122 reféns, este sábado, na sua maioria familiares dos prisioneiros, disse fonte oficial à agência AFP.

«O motim é apenas numa ala da prisão», disse Sandra Melo, porta-voz do estabelecimento prisional, acrescentando que a situação acalmou e que as negociações para a libertação dos reféns vão ser retomadas esta manhã.

Entre os reféns encontram-se quatro agentes do estabelecimento prisional, um dos quais com ferimentos na cabeça, embora sem gravidade, de acordo com a imprensa brasileira.