Vários partidos da oposição brasileira anunciaram a apresentação de uma queixa-crime à Polícia Federal contra a Presidente Dilma Rousseff, e o seu antecessor, Lula da Silva, por alegada compra de deputados.

Os líderes dos partidos da oposição explicaram, numa entrevista coletiva com órgãos de comunicação locais, que vão pedir uma investigação sobre atos cometidos pelo Governo nos últimos dias que representam "desvios de finalidade" para impedir a derrota de Dilma Rousseff na votação do pedido de impugnação do mandato presidencial marcada para domingo na Câmara dos Deputados, cita a Lusa.

O Partido Socialista (PS), os Democratas (DEM), o Partido Trabalhista Brasileiro (PTB), o Partido da Social Democracia Brasileira (PSDB) e o Partido Social Cristão (PSC) acusam ainda o Governo de corrupção ativa e corrupção passiva.

Dilma Rousseff alertou hoje, num vídeo publicado nas redes sociais, que os "golpistas" que querem tirá-la da Presidência desejam revogar direitos e cortar programas sociais e na educação.

O Brasil e a democracia não merecem tamanha farsa (...). Peço a todos os brasileiros que não se deixem enganar. Vejam quem está liderando este processo e o que propõem para o futuro do Brasil", advertiu.