Uma brasileira de 25 anos entregou-se, esta sexta-feira, à polícia e confessou ter morto uma adolescente de 15 anos grávida de oito meses, para roubar o feto. A informação está a ser avançada pela Globo, que cita o delegado de Pitangueiras, estado de São Paulo, onde a mulher se encontra detida.

A suspeita prestou depoimento esta sexta-feira e as autoridades foram obrigadas a tomar medidas de segurança adicionais. De acordo com a Globo, em poucos minutos, cerca de uma centena de pessoas juntaram-se frente à delegacia, com o intuito de linchar a suspeita.

De acordo com o delegado, a mulher confessou à polícia que tinha um acordo com a adolescente para que esta lhe entregasse o bebé à nascença. Porém, na quarta-feira, a jovem terá desistido e ambas tiveram um desentendimento, que culminou no esfaqueamento da adolescente e na retirada do bebé do útero.

A ideia a mulher era ficar com o bebé. Mas, tanto a adolescente como o bebé morreram e a suspeita acabou por fingir um aborto.

No depoimento à polícia, de acordo com o delegado, citado por órgãos de comunicação do Brasil, a mulher contou que pensava estar grávida do marido, mas, após algum tempo, percebeu que não. Foi então que terá feito o tal acordo com a adolescente. A mulher chegou mesmo a postar fotografias de grávida no Facebook, mas as autoridades acreditam que se tratava de excesso de peso e não de uma barriga de grávida.