A escritora e feminista brasileira Rose Marie Muraro morreu, este sábado, aos 83 anos, na sequência de complicações por causa de um tratamento a cancro na medula óssea de que padecia há 10 anos. De acordo com o portal de notícias G1, que cita a filha da escritora, ela estava internada desde o último dia 15 de junho.

Rose Marie Muraro foi uma das pioneiras do movimento feminista no Brasil entre a década de 70 e 80. Durante mais de 60 anos, lutou pelos direitos das mulheres no país. É autora de mais de 40 livros.

Formada em física e economia, trabalhou em várias editoras livreiras.