O ex-ministro da Fazenda (equivalente ao ministro das Finanças em Portugal) do Governo de Lula da Silva, Guido Mantega, foi preso esta quinta-feira de manhã., em São Paulo, na sequência da 34ª fase da operação Lava Jato.

De acordo com o Ministério Público Federal (MPF), o empresário Eike Batista disse, no seu depoimento, que pagou 2,35 milhões de dólares ao Partido dos Trabalhadores (partido de Lula da Silva e Dilma Rousseff), a pedido de Guido Mantega.

De acordo com o advogado de Mantega, citado pelo portal de notícias G1, o antigo ministro foi preso no  hospital Albert Einstein, no Morumbi, um dos bairros nobres de São Paulo, onde acompanhava a mulher que recupera de uma cirurgia.

A polícia terá levado Mantega do hospital ao apartamento do casal, em Pinheiros, zona Oeste de São Paulo, para cumprir um mandado de busca e apreensão.

Guido Mantega deixou o Governo brasileiro no final de 2014. Mantega assumiu o Ministério da Fazenda em março de 2006. Foi o ministro da Fazenda que mais tempo permaneceu no cargo.