A Presidente brasileira Dilma Rousseff anunciou esta sexta-feira a extinção de oito dos 39 ministérios do país e de 30 secretarias nacionais, dentro de um plano de reforma política para ajudar a conter os gastos do Governo e combater a crise.

O principal parceiro da coligação do Governo liderada pelo Partido dos Trabalhadores, o Partido do Movimento Democrático Nacional (PMDB) ampliou a sua influência e irá liderar sete ministérios, um mais do que antes desta reforma.

Rousseff também anunciou o corte de três mil cargos de nomeação política, a diminuição da remuneração dos ministros em 10%, a redução de 20% dos gastos com contratações de serviços e a diminuição de custos com deslocações aéreas, água, energia e telefone. (Corrige "a extinção dos 39 ministérios" para "a extinção de oito dos 39 ministérios)