Os pais de uma criança de três anos foram surpreendidos quando, esta segunda-feira, a foram buscar à creche e a criança não estava lá. A menina tinha sido entregue, por engano, a outro casal. O episódio passou-se em Palmas, no Brasil. A menina, Isabella Campos, estava desaparecida durante cerca de uma hora e meia.
 
De acordo com os pais, a menina foi entregue a um casal que teria ido à escola buscar a filha do patrão. As meninas têm o mesmo nome o que terá originado o engano. Quando se aperceberam da troca, o casal levou a menina de volta para o estabelecimento de ensino, mas demoraram quase uma hora e meia a dar conta do engano.
 
Moacyr Duarte Campos, o pai da menina entregue por engano, conta que a mulher, ansiosa por ver a filha no final do primeiro dia de aulas, ficou desesperada. «Eu deixei a criança às sete e quem veio busca-la foi a mãe. A minha mulher voltou, chorando e gritando, desesperada. Alguém tinha entregue a minha filha para estranhos», contou.
 
O episódio deixou a família assustada. Ainda assim, o pai disse que a menina vai voltar para a creche, já que essa é a única opção da família. «Eu não tenho alternativa, vou ter que confiar. Não é possível que aconteça duas vezes», confessou Moacyr, citado pelo portal de notícias G1.

Os funcionários da creche não prestaram declarações sobre o caso. A Secretaria Municipal da Educação, em Palmas, disse que os pais ou responsáveis pelos alunos assinam, no ato da matrícula, um documento que indica o nome de três pessoas que podem ir buscar a criança. Todos os funcionários estão cientes das regras.
 
No caso específico, o organismo informou que vai apurar o ocorrido e tomar as providências necessárias. O município reforçou que foi um episódio isolado.