Maria da Salete Ramos, de 60 anos, agrediu e enterrou o bisneto no quintal de sua casa na Baixada Fluminense, Nova Iguaçu, estado do Rio de Janeiro, Brasil, após ouvir uma voz que a «atordoou» e que a fez livrar-se do bebé, avança a rádio Globo.

A criança foi salva pela mãe da criança, uma jovem de 14 anos, que deu pela falta do filho a tempo de evitar a tragédia. A polícia militar foi chamada ao local pela avó da criança, Arlete Fraga, que contou que a mãe, Maria Ramos, toma medicamentos e é alcoólica.

«Eu liguei para o 190 (número de telefone da polícia). É minha própria mãe, mas é crime. Eu quero justiça», disse Arlete.

Igor foi levado para o Hospital da Posse, em Nova Iguaçu, onde está internado na unidade de cuidados intensivos infantil em estado grave.