O presidente da Câmara de Londres, Boris Johnson, disse que o Reino Unido deve estar preparado para sair da União Europeia (EU) se não forem alcançadas reformas suficientes.

“Devemos estar preparados para abandonar as conversações se não conseguirmos o que queremos e imaginar um futuro fora da UE”, disse Johnson no seu primeiro discurso no Parlamento depois da vitória dos conservadores nas eleições de 7 de maio.

Boris Johnson felicitou o primeiro-ministro David Cameron pelo bom início da sua maratona europeia e desejou-lhe sorte para os meses de intensas negociações que se avizinham. Cameron passou a última semana de maio em viagem pela Europa para convencer os líderes europeus sobre as propostas de reforma do Reino Unido para a União Europeia.

”Mas se vamos estar envoltos em difíceis negociações internacionais temos de estar preparados”, avisou Johnson, que realça ser necessário pensar uma alternativa caso as negociações com a União Europeia não tenham sucesso.

“Temos que imaginar uma alternativa igualmente gloriosa e próspera para um simples acordo de livre comércio com a União Europeia”, acrescentou.


O Governo britânico anunciou uma proposta de lei para a organização até ao final de 2017 de um referendo sobre “a manutenção ou não” do Reino Unido na UE.