Um nigeriano criou uma marca de bonecas, similares à Barbie, mas negras e com cabelos e roupas inspiradas nas mulheres africanas, com objetivo de promover a confiança nas crianças do seu continente.

Taofick Okoya procurou uma boneca numa loja na Nigéria para oferecer a uma sobrinha e sentiu-se frustrado por só encontrar bonecas «brancas». Para contrariar a tendência o empresário de 44 anos resolver criar bonecas à imagem das mulheres do seu país.

«A ideia é promover a autoaceitação e a confiança nas crianças africanas e nigerianas. Queria que elas gostassem de si mesmas e da sua raça. Percebi que a superexposição a bonecas e personagens brancas fazia com que elas desejassem ser brancas», disse ao canal «G1» da «Globo».

Existem seis modelos das «Queens of Africa» (rainhas de África) que representam os três maiores grupos étnicos da Nigéria. Por enquanto as bonecas só são vendidas no país, mas Okoya não descarta a possibilidade de exportar as «rainhas».