Um bombista-suicida matou pelo menos 30 pessoas e feriu outras 50 numa reunião política Curda, esta segunda-feira, em Khanagin, a 140 quilómetros de Bagdade, no Iraque.

Os Curdos estavam a celebrar a aparição televisiva do presidente iraquiano, Jalal Talabani, um «Curdo» que ficou incapacitado desde finais de 2012.

«O bombista penetrou a multidão perto da sede do partido da União Patriótica do Curdistão e suicidou-se, causando um trágico massacre», disse um agente da polícia à Reuters.