Um bombista suicida morreu, esta segunda-feira de madrugada, numa explosão em frente ao consulado norte-americano na cidade de Jeddah, na Arábia Saudita.

Segundo a imprensa internacional, dois membros das forças de segurança que faziam a guarda no consulado ficaram feridos e o alegado atacante morreu. De acordo com o The Guardian, o homem terá sido denunciado pelo seu "comportamento suspeito" e quando os seguranças se aproximaram, o suspeito fez-se explodir com um cinto de explosivos.

De acordo com a mesma fonte, o edifício onde aconteceu o ataque estava praticamente vazio porque a maior parte dos funcionários se tinha mudado para uma nova localização.

O ataque, que aconteceu nas primeiras horas do dia em que os Estados Unidos celebram a independência, ainda não foi reivindicado.