A Síria acusou Israel de bombardear o seu principal aeroporto internacional no domingo, quando as Nações Unidas anunciaram negociações com líderes rebeldes para um cessar-fogo na cidade de Alepo.
 
A acusação surgiu horas antes do apelo de organizações humanitárias, esta segunda-feira, para que os países acolham cerca de 180.000 refugiados, já que o número de pessoas que tentam escapar do conflito sírio continua a subir.
 
Israel lançou uma série de ataques aéreos na Síria desde a revolta armada em 2011, incluindo ataques a mísseis iranianos destinados ao Hezbollah do Líbano.